#politicocnm

Dúvidas na navegação

Notícias

CNM acompanha tramitação da PEC que permite entidade representar os Municípios no STF

Segunda, 06 de agosto de 2018.

STF DivulgacaoUma das 22 Propostas de Emenda à Constituição (PECs) que tramitam atualmente no Congresso e compõem a pauta a prioritária de 2018 da Confederação Nacional de Municípios (CNM) pode ser votada em comissão nesta primeira semana de esforço concentrado. Com a mobilização da entidade marcada para os dias 7 e 8 de junho, espera-se que a presença dos gestores municipais na Casa contribua para a discussão e apreciação por parte dos parlamentares.

A PEC 253/2016 permite entidades de representação de Municípios de âmbito nacional proporem Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) e Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) no Supremo Tribunal Federal (STF). O pleito da CNM, que busca conceder aos Entes municipais a mesma legitimidade que Estados e a União têm, está em análise em comissão especial da Câmara dos Deputados.

De autoria do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), a proposição recebeu parecer favorável do relator Hildo Rocha (MDB-MA). O relatório foi entregue pouco antes do recesso e reconhece a iniciativa como “oportuna e louvável, perfeitamente dentro da lógica do art. 103 de nossa Constituição, afinal os Municípios constituem um dos pilares de nosso sistema federativo”.

Ao redigir a proposta, Valadares havia alertado que, apesar de constitucionalmente os Municípios serem categorizados como Entes federados autônomos, “não os amparou com todas as prerrogativas necessárias para a consolidação dessa nova posição institucional”, citando como exemplo dessa omissão a possibilidade de propor ADI e ADC.

Trâmite
Com a entrega do parecer, falta a apreciação do texto pelos deputados membros do colegiado, que não apresentaram emendas à proposta. No último semestre, representantes de entidades representativas municipais, incluindo a CNM, defenderam a medida em uma audiência pública. Da Comissão, a PEC segue para os Plenários da Câmara e do Senado. Um longo processo, que deve se estender ainda mais neste ano, já que, enquanto vigorar a intervenção federal no Rio de Janeiro, proposições deste tipo não são levadas ao plenário.

A princípio, está agendada uma audiência pública para as 15h30 desta quarta-feira, 8 de junho, mas há grande expectativa para votação da proposta visto a agenda conturbada das próximas semanas por causa das eleições.

Leia mais
Audiência pública da PEC ADI e ADC reúne lideranças municipalistas

Parlamentares reforçam compromisso de apreciar com celeridade PEC da ADI e ADC

Das 1.636 PECs travadas no Congresso, 22 compõem pauta prioritária municipalista

Por: Amanda Maia
Fotos: STF Divulgação
Da Agência CNM de Notícias

Espalhe esta notícia:

Voltar